24 de jul de 2011

Viva perigosamente II

Ouvi a respeito de um jovem fantasma. Ele ficou com muito medo quando seu amigo lhe contou muitas histórias humanas. E também soube do fantasma que não acreditava nas pessoas.

Algumas pessoas dizem que quando estão sozinhas sentem medo...
O medo não vem dos fantasmas...
Fantasmas são pessoas simples, muito simples.
Na verdade, são pessoas iguais a você e apenas não têm corpos, então não podem fazer mal.
O medo existe, e a partir do medo surgem os fantasmas.
Apenas estar com medo seria demais e você não seria capaz de tolerar isso.
Você precisa de alguma coisa para ter medo; desse modo, as pessoas criam fantasmas.
Os hindus estão com medo dos muçulmanos e os muçulmanos estão com medo dos hindus.
Todos temem todo mundo.
O homem está com medo da mulher e a mulher está com medo do homem.
Os filhos estão com medo dos pais e os pais estão com medo profundo de seus filhos.
Os estudantes estão com medo de seus professores e os professores estão com muito medo e tremendo por dentro em relação a seus alunos.
Trata-se de medo; o medo existe, e conhecer o medo em sua pureza é ir além dele.
Portanto, não se importe com fantasmas. Se alguém convencê-lo de que fantasmas são pessoas muito bonitas, isso não resolve o problema. Você simplesmente mudará seu medo para alguma outra coisa. Não faz diferença.
Através dos tempos, o ser humano tem mudado sua filosofia e as causas, mas basicamente a realidade humana permanece a mesma.
Por exemplo, no passado, as pessoas tinham medo de fantasmas e costumavam ficar possuídas por eles. Jesus libertou muitas pessoas de fantasmas.
Então as filosofias mudaram...
Freud criou novos fantasmas, esquizofrenia... Novas explicações do mesmo medo; paranóia, novas vestimentas, mas os mesmos velhos problemas.
Primeiro as pessoas costumavam ficar possuídas pelos fantasmas, e era mais fácil – aqueles fantasmas não eram tão difíceis.
Mesmo um homem simples como Jesus libertava muitas pessoas com um único toque. Aqueles fantasmas eram simples.
Os fantasmas que Freud criou são muito difíceis: a pessoa tem de se deitar num divã por cinco anos e então ela se levanta, e com ela todos os fantasmas se levantam. E novamente ela se deita num outro divã com outro psicanalista, e a mesma história será repetida continuamente.
Isso faz bem, pelo menos há uma pessoa que o entende e o escuta e presta atenção a todo lixo que você está falando.
Você se sente bem, elevado, e seu ego se sente bem. Mas o problema permanece onde estava; ele não muda.
O problema só pode ser mudado se você o compreende direta e imediatamente. O medo está presente – fantasmas, doenças, velhice, ser gordo, se apaixonar, ser assassinado ou ser um assassino.
Perceba... Alguém tem medo de que se não puder se controlar o bastante ele acabe se suicidando.
Agora esse medo está presente. Alguém tem medo de envelhecer ou engordar – as pessoas temem mil e uma coisas.
Se não estiver engordando, teme emagrecer. A pessoa precisa ficar com medo, é muito difícil encontrar uma pessoa que não esteja com medo de uma coisa ou de outra.
Portanto, o medo é o básico. Por que a pessoa está com medo? Não entre nas razões, nas causas e nas explicações – penetre diretamente no medo.
Assim, da próxima vez que você estiver só, feche seus olhos e penetre no medo.
Não se importe com fantasmas – simplesmente penetre no medo. Trema se o tremor vier, mas não tente encontrar explicações...
Penetre no tremor, trema por razão nenhuma.
Se você tiver vontade de gritar, grite por razão nenhuma – mas penetre no próprio medo e não procure nada entre você e ele. Esse é um truque da mente.
E se você puder penetrar fundo no medo ficará surpreso; quanto mais fundo você for, mais e mais o medo se dissipará e desaparecerá...
E quando você tocar no próprio cerne dele, no próprio fundo dele, ele desaparecerá.
Você está simplesmente ali, em completo silêncio.
Não existe fantasma ali, mesmo você não está ali.
Tudo é silêncio, completo e absoluto silêncio.
Este silêncio é alegria, é o estado de ausência de medo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.