29 de fev de 2016

É todo o sermão


Abandone seus pensamentos e torne-se silencioso.

Nós nos acostumamos demais com as palavras, nada sabemos da beleza da ausência das palavras. Até mesmo quando vê uma linda rosa, imediatamente sua mente diz: “Que linda!”, e você perdeu. Se você tivesse simplesmente visto a rosa e absorvido sua beleza, sentindo-a no seu coração sem pronunciar uma única palavra de apreciação, você teria despertado... Se iluminado.
Até uma rosa pode funcionar como um grande mestre pra você.
A questão não é que você não saiba... A questão é que você está muito cheio de palavras em sua mente, você sabe demais.
Devido ao seu conhecimento – que é tomado emprestado – e palavras demais se movendo dentro de si, você não pode ver a beleza da ausência das palavras, que somente pode ser experienciada no silêncio.
Você não precisa de nenhum esforço intelectual para compreender a realidade. O que você precisa é de uma abordagem intuitiva para mergulhar no mistério da existência, para abrir as asas e fazê-lo voar como uma águia através do sol.
A língua é um fenômeno muito pequeno. As estrelas não falam, nem as flores, mas ainda assim conseguem se expressar... Conseguem transmitir seu próprio ser sem nenhuma linguagem.
O Zen é apenas uma flor silvestre, espalhando sua fragrância a quem quer que possa se interessar. Aqueles que têm sensibilidade compreenderão isso.
É a sua própria mente que está encobrindo o seu ser como uma gaiola. Uma vez que a mente é deixada para trás e você se torna apenas um observador, bem distante, subitamente as portas de todos os mistérios se abrem.
O silêncio de vocês é bastante em si mesmo. Ele não precisa de nada mais. É mais do que você poderia ter alguma vez sonhado.
Mas nós nos tornamos muito intelectuais. Precisamos, então, voltar ao nosso estado de inocência, não-intelectuais, precisamos estar tremendamente presentes, integrados, mas sempre aqui.

E é tão óbvio que se você simplesmente não der partida à sua mente apenas por um momento, o silêncio está em suas mãos. Não é nem difícil, nem é simples. É apenas a situação... É o seu próprio ser.
Mantenha-se em absoluto silêncio, nenhum movimento.
Reúna a energia dentro de você.
Olhe dentro.

Você pode estar familiarizado com o silêncio, ou não; ele está presente exatamente como sua sombra. Mas a sombra é o exterior. Seu ser é o centro interior. E, exceto, estar presente, aqui e agora, não há nenhum jeito de alcançar sua divindade.

O silêncio é o único caminho que conduz a si - mesmo.

Um comentário:

  1. Sim estou começando a compreender sobre esse silêncio tão restaurador, simples e ao mesmo tempo tão difícil de alcançar. Gratidão

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.