3 de mar de 2012

Daruma, o gato e a concha V

Solidificar-se num Buda está errado;
Penso mais desse modo
Quando olho para um Buda de pedra.

Toda rigidez é ego.
Um Buda precisa ser como uma flor – infinitamente sensível e aberto.
Por ter visto a futilidade da vida, agora não há medo. Ele viu detalhadamente todos os sonhos; ele olhou, refletiu sobre eles, e foi além deles. O Único sinal de um Buda é sua suavidade, sua delicadeza, sua completa delicadeza.
Minha ênfase é que você deveria ser suave, aberto, feminino, como uma flor, fluindo. Quando mais fluido você for, mais sensível, vivo e mais poderá estar aqui e agora.
E estar realmente aqui e agora é ser realmente um ser desperto, consciente.
E o estado consciente não é uma espécie de endurecimento. Portanto, sempre que você encontrar alguém endurecido, um santo absolutamente rígido, saiba bem que aquele é um lugar errado para se estar.
Procure pela suavidade, pelo amor, pela compaixão, pois de uma pessoa enrijecida somente a violência pode surgir.
E algumas vezes acontece: a pessoa pode acreditar na não violência, mas de uma pessoa enrijecida somente a violência é possível, a não violência é impossível.
Uma pessoa realmente desperta não é rígida nem congelada. Ela derreteu, o gelo desapareceu em água. E finalmente a água desapareceu em vapor.
Lembre-se desse verso, pois você está aqui em busca do despertar da consciência; é por isso que você está aqui ao meu redor. Do contrário, não teria nenhuma razão de você estar aqui.
Sabendo ou não, deliberada ou acidentalmente, mas você está aqui pelo único propósito de se tornar um ser desperto. Então não fique endurecido.
É por isso que você deve cantar, dançar, celebrar, amar.
Nossa ênfase é apenas para mantê-lo fluindo, dissolvido.
O ego deseja se congelar, ele pode existir somente se você for rígido, e desaparece se você se dissolver. Portanto, tudo que o que ajuda o dissolver-se é bom e tudo o que ajuda o endurecer-se é ruim.
Fique alerta, pois é muito fácil se congelar num certo padrão, num certo caráter. Viver sem caráter, dissolvido, é muito difícil -, porém este é o desafio real.
Uma pessoa real aceita este desafio: “Não criarei um caráter, viverei momento a momento, sem um caráter, a partir de minha perceptividade, e não a partir de minha moral.
Uma pessoa que vive através da moral se torna enrijecida e que vive a partir da perceptividade se torna suave. Por quê? Porque uma pessoa que tem certas idéias sobre como viver naturalmente fica rígida. Ela precisa continuamente carregar seu caráter em volta de si.
O caráter é como uma armadura, sua proteção e segurança; toda a sua vida é investida naquele caráter. E ela sempre reage a situação através do caráter, e não diretamente.
Se você lhe fizer uma pergunta, sua resposta já está pronta. Este é o sinal de uma pessoa endurecida – ela é obtusa, estúpida, mecânica.
A pessoa real age espontaneamente. Se você lhe fizer uma pergunta, obtém uma resposta, não uma reação.
Todas as suas respostas são espontâneas. Ela não vive de acordo com uma ideologia; ela simplesmente vive sem nenhuma ideologia – como um rio.
Um rio não carrega um guia, um mapa. Ele não sabe onde está o oceano – apenas um vago anseio pelo oceano é suficiente. Então ele começa a se mover e, lentamente, encontra seu caminho.
Algumas vezes indo para o norte, outras para o sul, outras para o leste, outras para oeste... Em ziguezague. Ele não é co o um trilho de estrada de ferro – rígido. Cada momento decide.
Você já ouviu dizer que algum rio perdeu o oceano? E sem guias, sem mapas... Um milagre que nenhum rio jamais deixou de conseguir! Nenhum rio pode deixar de conseguir isso.
A consciência é um rio. Não carregue livros de orientação, não seja um Hindu, um Muçulmano, um Cristão... Eles estão carregando guias.
Simplesmente se mova lentamente, espontaneamente, alerta, sensível, vivo a cada momento, totalmente vivo – pois não há amanhã, não há o próximo momento.
Dessa maneira, a pessoa chega em casa um dia, ela se evapora, desaparece. Este é o dia em que a pessoa chega.
Seu desaparecimento é o começo do real aparecimento em você. Lembre-se disso; esta é uma das coisas mais importantes a se lembrar.
Nunca se torne um santo, obtuso e morto. Seja vivo, torne-se inocente de todos os caracteres, ideologias e idéias perfeccionistas.
A pessoa perfeccionista fatalmente fica neurótica, e todas as pessoas enrijecidas são neuróticas. Somente as pessoas flexíveis são divinas – quanto mais flexíveis, mais divinas. Não esqueçam que estou falando a nível mental.
É por isso que as pessoas não podem ver ou pegar Deus, pois ele é tão flexível, tão flexível que é invisível.
Vocês podem se tornar deuses, mas não podem vê-lo ou tocá-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.