19 de dez de 2011

Ouçam a mensagem desta chuva

Sem perder tempo... Olhe pra dentro! Você já perdeu tempo demais!
Deixe o corpo imóvel e penetre um profundo silêncio...
Um Buda (Ser desperto) é, em essência, silêncio e ser.
Se você puder ficar silencioso nesta noite (neste momento), a oportunidade é ótima.
Todo o céu está se derramando ao seu redor com uma única indicação: “Acorde! Você tem estado dormindo por muito tempo”.
Nesse silêncio, esse acordar é possível.
O seu ser mais íntimo é o ponto mais alto e o mais precioso, o ponto mais existencial e consciente.
Não há nada mais alto que isso. Você não precisa de adoração, basta simplesmente meditar – olhar dentro – e você se aproxima suavemente de sua própria fonte.
Ser completamente consciente e silencioso é o único meio de se saber o sabor da religião. Esta é uma grande oportunidade.
As nuvens vêm na hora certa. Ouçam a mensagem da chuva. Ela simplesmente é. Apenas seja como ela.
Num espaço silencioso, a dança da chuva, o sussurro dos bambus... E você chegou em casa.
Mas a mente continua a perguntar... Por quê?
Esta é a pergunta na qual a mente continua persistindo. Para a mente, todas as coisas têm de estar baseadas numa certa razão, numa causa.

A mente não permite nada sem razão, sem causalidade.
Mas não há nenhum por quê. Você não pode perguntar às estrelas, não pode perguntar aos bambus, não pode perguntar às rosas. Você não pode perguntar a nenhum ser vivo.
A vida simplesmente é. Às vezes ela chora, às vezes ela ri e, quando ela chora sem nenhuma razão, o choro é uma tremenda limpeza.
E quando ela ri sem nenhuma razão, o riso atinge um ponto mais profundo no seu ser - como uma flecha, ela atinge exatamente o centro do seu coração e de sua existência.
Isso é o que o Zen chama de um salto quântico: da mente para a não mente; da razão para a existência; do pensar ao silêncio – um salto quântico.
A mente não pode parar de perguntar por quê, mas a sua consciência jamais pergunta por quê. A aceitação da consciência e de sua confiança na existência é absoluta.

Isso é viver momento a momento
Isso é amar momento a momento
Esta é a dança do momento

Apenas seja: é seu direito de nascença
Não há nenhuma questão de por quê.
Esse tem de ser um encontro de Budas! (seres despertos)
Todo mundo está tentando jogar fora a doideira. Todo mundo está tentando sair da mente, sair do por quê...

E... Uma vez que você esteja fora da mente, você está dentro.
Estar na mente é estar fora de si mesmo.
Estar fora da mente é estar no seu próprio ser...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.