18 de set de 2011

Viver é significativo em si mesmo


Quando a mente sabe, chamamos isso de conhecimento. Quando o coração sabe, chamamos isso de amor. E quando o ser sabe, chamamos isso de meditação.
A pergunta autêntica é: “Quem sou eu?”
E a única maneira de saber é ficar em silêncio, alerta, consciente, observando seus pensamentos e deixando-os desaparecer.
Um dia você descobrirá que tudo ficou em silêncio... Nem mesmo um murmúrio de pensamento. Tudo parou, como se o tempo tivesse parado.
E de repente você desperta de um longo, longo sonho, um pesadelo.
Há apenas uma porta que pode auxiliá-lo, e ela está dentro de você.
Ao saltar pra dentro de si mesmo, você mergulha na existência.
Naquele momento você sente uma imensa unidade com tudo. Então você não está mais só, pois não existe ninguém que não seja você.
Há apenas você, expandindo em todas as direções, em todas as possíveis manifestações.
É você que está florescendo nas árvores, é você movendo-se numa nuvem branca, é você no oceano, no rio, é você nos animais, nas pessoas.
Mas para alcançar este estado você precisa destruir tudo que foi imposto a você. E não há necessidade de substituir coisa alguma.
Quando esses obstáculos forem removidos, você começará a crescer e a fluir. Você começará a procurar por si mesmo e logo obterá um novo poder, pois mesmo uma pequena descoberta, feita por você mesmo, lhe dará uma felicidade tão imensa que você não pode concebê-la.
Apenas uma pequena descoberta feita por você mesmo e você se torna um ser diferente, porque agora a verdade nasceu em você. Ela pode ser apenas uma semente, porém já começou.
Uma coisa só é preciosa se for algo que você sabe. E não há como perder aquilo que você sabe.
Tudo que pode ser perdido e que você precisa se apegar não pode ser precioso, pois pode ser perdido. Isso mostra que aquilo não é sua experiência.
Então comece do nada: uma lousa em branco sem crenças, sem dogmas, sem fé. Então existe uma possibilidade de você descobrir o que é a verdade.
E a verdade não é hindu, muçulmana ou cristã. E ela não se encontra na Bíblia, Alcorão ou no Gita.
A verdade que você encontrará – você ficará surpreso – não está escrita em lugar algum; ela não pode ser escrita. É impossível escrevê-la.
Perceba... Sua mente está sempre perguntando “Por quê?, Para quê? E tudo que não tem resposta lentamente se torna sem valor pra você.
E viver consiste somente nessas coisas sem sentido: o amor, uma bela flor, uma bela pintura, uma bela música ou uma bela poesia – elas não tem sentido algum – nessas coisas que não têm absolutamente razão, significado, significado no sentido de não terem objetivo, de não levarem a lugar algum.
Em outras palavras, viver é significativo em si mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.