6 de jun de 2011

Veloz como um cavalo de corrida


Sutra 02

Atento entre os desatentos,
Acordados enquanto os outros sonham,
Veloz como um cavalo de corrida
Ele deixa o campo para trás.

O sono tem de ser interrompido -, e depois de interrompido, não existe alguém que tenha despertado; só existe o despertar. Não existe alguém iluminado, só iluminação. A pessoa iluminada não pode dizer “eu”; mesmo que ela use essa palavra, será apenas uma expressão verbal, que tem de ser usada por causa da sociedade.
O mundo das coisas desaparece – e então o que acontece? Quando o mundo das coisas desaparece, seu apego pelas coisas acaba, sua obsessão por elas acaba. Não que as próprias coisas desapareçam, pelo contrário, pela primeira vez elas parecem como são de verdade. Só que você já não está preso a elas, tão obcecado; você já não está deturpando a realidade com seus próprios desejos, esperanças e frustrações. O mundo então deixa de ser uma tela onde seus desejos são projetados.
Quando não existe mais desejo, o mundo continua existindo, mas passa a ser um mundo completamente novo. Um mundo diferente, colorido, bonito! Mas a mente apegada às coisas não consegue ver esse mundo, porque os olhos estão fechados pelo apego.
Um mundo totalmente novo irrompe quando a mente desaparece, quando os pensamentos desaparecem. Não que você fique desatento, desligado – pelo contrário, você fica mais alerta. Buda usa o tempo todo, o termo “atenção correta”.. Quando a mente desaparece e o mesmo acontece com os pensamentos, sua atenção aumenta. Você faz as coisas – anda, trabalha, come, dorme -, mas vive sempre absolutamente atento. A mente não está presente, mas a atenção está. O que é atenção plena? É consciência. É perfeita consciência.

Voltar a Descoberta do Buda

Um comentário:

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.