16 de jun de 2016

Tudo é apenas um jogo


Relaxe seus olhos, solte o seu corpo e observe a sua respiração.
Permaneça atento e alerta... Ouvindo o que eu disser e filtrando o que for bom pra você.

Perceba que toda sociedade exige obediência, submissão. Nenhuma sociedade permite pensamentos rebeldes. Por quê? Simplesmente porque pensamentos rebeldes tornam as pessoas conscientes de que tudo é apenas um jogo. E quando as pessoas se tornam conscientes de que tudo é apenas um jogo, elas se tornam perigosas, começam a ir além da sociedade.
A sociedade existe como um estado hipnótico e a massa é um fator hipnotizante. Perceba... Quando você nasce, você não é Hindu, nem Cristão, nem Budista, nem Muçulmano, pois a consciência não pode pertencer a nenhuma seita. A consciência pertence ao Todo. Não pode ser sectária.
A criança existe, simplesmente, inocente de toda a estupidez de Hindus, Cristãos, Budistas e Muçulmanos. A criança é um espelho puro, mas imediatamente a sociedade começa a trabalhar na criança. Um modelo tem de ser dado. A criança nasce como liberdade, mas imediatamente a sociedade começa a matar essa liberdade. Um molde tem de ser dado – um padrão.
Se você nasce numa família Hindu, seus pais começam a ensinar-lhe que você é Hindu. Começam a criar um estado hipnótico. Ninguém é Hindu, ou Cristão, ou Muçulmano, ou Budista. Mas a criança é inocente; pode ser enganada. A criança é ingênua. Ela acredita nos pais, acredita que pertence a alguma religião. E quanto mais a criança é oprimida mais prisioneira ela se torna. A criança era como um céu quando nasceu. Então, ela se tornou Hindu, Cristã, budista...
E isso continua sem parar. A sociedade continua colocando a criança a força em caixas menores. Durante toda a vida estará com essa caixa, carregando-a em torno de si. Essa caixa é um túmulo. A criança precisa sair dessas caixas. Só então ela saberá o que é a verdadeira consciência.
A sociedade fornece conceitos, preconceitos, sistemas e religiões. E, então, a criança nunca será capaz de olhar diretamente. A sociedade sempre estará ali, dando suas interpretações.
Perceba, você não está consciente quando diz que algo é bom. Você está ali, olhando? Você realmente sente que algo é bom, ou isso é apenas uma interpretação da sociedade? Você diz que algo é mau, é ruim. Você olhou bem e chegou à conclusão de que isso é mau, ou simplesmente a sociedade ensinou que isso é mau?

Acredite se quiser, mas um Hindu acha que esterco de vaca é a coisa mais pura deste mundo. Ninguém mais pensará que esterco de vaca é a coisa mais pura desse mundo. Esterco de vaca é esterco, excremento - mas um Hindu o comerá com satisfação. E ele come realmente.
Ninguém pode imaginar como os Hindus podem se enganar tanto. Mas eles se enganam.
Quando uma criança Hindu é iniciada, dão-lhe panchamrita - uma mistura de cinco coisas, uma é esterco de vaca, outra é urina de vaca. É difícil acreditar que isso esteja certo, mas os Hindus têm seus próprios preconceitos.
Então, deixe de lado todos os preconceitos e olhe diretamente. Mas nenhuma sociedade permite que você olhe diretamente – ela sempre interfere e interpreta, e você é enganado por ela.
Não tenha medo dos outros. Não deixe que os outros o enganem. Por isso esteja atento. Durante o dia chame a si mesmo e responda: “Eu estou aqui”! Permaneça em estado de alerta.
Você já teve medo demais. Os outros já o assassinaram através do medo. Está na hora de você assumir responsabilidades pela sua vida. Esteja sempre alerta, consciente, em estado meditativo. Olhe diretamente em cada situação, experimente e decida sobre tudo em sua vida.

A sociedade toda existe pela manipulação das pessoas
A felicidade é algo como uma mercadoria que você adquire. Como a felicidade pode ser adquirida? A felicidade não é uma mercadoria, não é um objeto, e sim, uma qualidade de vida, uma consequência de outra vida.
Mas veja os jornais e você sentirá que está perdendo algo. A felicidade só pode ser conseguida com dinheiro. Cria-se uma sensação de que você está perdendo algo – então você começa a lutar por isso, começa a ganhar dinheiro para poder comprar a felicidade. Aí você sente que foi enganado. Mas esse sentimento não é muito profundo, pois antes de sentir que está sendo enganado, algumas novas ilusões já entraram em sua mente. Agora você tem de ter uma casa de campo, tem de ter um iate. Uma garagem para dois carros é uma necessidade, se você quer ser feliz.
Perceba... Sempre existe algo a ser conseguido. Só então será feliz... E assim você vai sendo empurrado pela publicidade até a morte.
A sociedade toda é baseada na exploração, na exploração do outro. Todos estão explorando e esta exploração não está apenas no mercado; está também no templo, na igreja, na sinagoga - está em toda parte.

Como você precisa de paz, você pede paz e, então, há pessoas que dizem: Venham a nós – nós lhe daremos paz. Você pede bem aventurança e há pessoas que estão prontas para lhe venderem paz, bem-aventurança... E sua mente, envenenada pela publicidade, é atraída por isso, e logo uma multidão se junta.

Não se deixe enganar pelos outros. Esteja alerta, consciente e assuma total responsabilidade por todas as suas ações. Uma boa opção é chamar a si mesmo várias vezes, durante o dia... E responder: “Eu estou aqui”! Permaneça sempre em estado de alerta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.