4 de dez de 2012

Silêncio


Sutra 34

O silêncio não faz de um tolo um mestre

O silêncio pode ser de cemitério ou do nascer do sol. O silêncio pode ser de um pássaro voando ou pode ser de um cadáver. Ambos são silêncios, mas diametralmente opostos. O silêncio de um cadáver tem de ser evitado, o silêncio de uma flor tem de ser absorvido. O silêncio de uma flor fará de você uma flor, o silêncio de um cadáver o tornará um cadáver. Ambos parecem a mesma coisa externamente.
Não seja enganado pelas aparências - procure sempre o essencial, o próprio âmago. Duas coisas podem parecer semelhantes, mas serem o oposto uma da outra. O buscador tem de ser muito cauteloso, estar muito consciente de cada passo, porque é fácil tornar-se morto e muito difícil ser transbordante de vida.

Um comentário:

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.