5 de out de 2012

Observe o ponto de virada entre as duas respirações


Meditação 02
Observe o ponto de virada entre as duas respirações

No momento em que a respiração se move para fora e, novamente, no momento em que a respiração se move para dentro – através dessas duas mudanças, perceba...

A inspiração e a expiração formam um círculo. Então, a respiração entrando e a respiração saindo não são duas respirações, é uma respiração.
A mesma respiração que entra, sai; assim, ela tem de ter um ponto de virada lá dentro – deve haver um ponto onde a inspiração se torna expiração.
Por que colocar tal ênfase sobre a virada? Porque percebendo as viradas você perceberá o eu.
Se você sabe dirigir, você conhece as marchas. Cada momento que você troca de marcha, você tem que passar pelo ponto morto, que não é de modo algum uma marcha – esse ponto morto é um ponto de virada.
Observe, então, a sua respiração nesse ponto de virada.
Nesse território neutro, você não é nem corpo nem mente, nem físico nem mental, porque o físico é uma marcha do seu ser e o mental é outra marcha do seu ser. Você continua se movendo de marcha para marcha, mas você tem que ter um ponto morto, onde você não é nem corpo, nem mente. Em tal ponto morto, você simplesmente existe: você é simplesmente uma existência – pura, simples, sem forma, sem mente.
É por isso que existe a ênfase na virada.
O corpo é um grande invento mecânico – o maior deles. Essas técnicas estão relacionadas, em muitos pontos, com o mecanismo de seu corpo e o mecanismo de sua mente, mas a ênfase será sempre naqueles pontos onde, de repente, você não é parte do mecanismo.
Existem momentos nos quais você muda as marchas.
Por isso fique atento à virada. Mas ela é uma virada muito rápida: uma observação muito minuciosa será necessária. E nós não temos nenhuma capacidade de observação. Nós não conseguimos observar nada.
Se eu digo para você: “Observe esta flor; observe esta flor que lhe dou.”, você não consegue observá-la. Por um simples momento, você a verá e então começará a pensar em algo mais – então você se moveu.
Observação significa permanecer sem palavras, sem verbalização, sem burburinho interior – apenas permanecendo. Se você puder permanecer com uma flor por três minutos, completamente, sem nenhum movimento da mente, a coisa acontecerá – o despertar da consciência é possível.
Mas nós não somos de forma alguma observadores. Nós não estamos conscientes, não estamos alertas; nós não podemos prestar atenção a nada. Nós simplesmente vamos saltando.
Nossa mente é simplesmente a evolução da mente do macaco. Assim, o macaco vai se movendo. Ele vai saltando de cá pra lá. O macaco não pode sentar-se quieto.
É por isso que Buda insistia tanto no apenas sentar-se sem nenhum movimento, porque, então, a mente macaca não tem permissão para continuar seu caminho.
Mas não existe a necessidade de sentar-se como uma estátua por muitos anos. Se você puder observar a virada de sua respiração sem nenhum movimento da mente, você entrará. Você entrará em si mesmo, ou dentro do além-interno.
Perceba, então, que essas viradas são importantes porque, na virada, a respiração o deixa mover-se em uma direção diferente.
A respiração estava com você quando ela entrou; ela estará com você novamente, quando ela sair.
Mas, no ponto de virada, ela não está com você e você não está com ela. Nesse momento, a respiração é diferente de você e você é diferente dela: se a respiração é vida, então, você é morte; se a respiração é seu corpo, então você é não corpo; se a respiração é mente, então, você é não mente... Naquele momento.
Observe o ponto de virada, porque, nesse momento, você pode facilmente se tornar consciente de quem você é. O que é este ser? O que é ser? Quem está dentro desta casa do corpo? Quem é o mestre? Eu sou apenas a casa, ou existe algum mestre também? Eu sou apenas o mecanismo, ou alguma coisa mais também penetra esse mecanismo?
Nesse intervalo de mudança, Shiva diz: perceba. Ele diz apenas fique alerta da virada e você se torna um ser desperto.

Voltar para as técnicas do Vigyan Bhairav Tantra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.