7 de out de 2012

Foque sua atenção no terceiro olho


Meditação 05
Foque sua atenção no terceiro olho

A quinta técnica de respiração:
Com a atenção entre as sobrancelhas, deixe a mente ficar diante dos pensamentos. Deixe que a forma seja preenchida com a essência da respiração até o alto da cabeça e, de lá, jorre como luz.

A pesquisa científica diz que entre as sobrancelhas está a glândula que é a parte mais misteriosa do corpo. Essa glândula, chamada pineal, é o terceiro olho dos tibetanos, o terceiro olho de Shiva, do tantra.
Entre os dois olhos existe um terceiro olho, mas ele não está funcionando. Ele está presente, ele pode funcionar a qualquer momento, mas ele não funciona naturalmente. Essa técnica é para abrir o terceiro olho.
Esse é um dos métodos mais simples para se ficar atento. Você não pode ficar atento a nenhuma outra parte de seu corpo tão facilmente, mas essa glândula absorve atenção como nada mais. Se você dá atenção, ambos os olhos se tornam fixos – eles não podem se mover.
O terceiro olho prende a atenção – a própria glândula o ajuda – ela é magnética. E uma vez que você sinta que sua atenção é puxada  magneticamente – atraída, puxada pela própria glândula -, a atenção deixa de ser uma coisa difícil então. A pessoa tem apenas que saber o ponto certo.
Assim, simplesmente feche seus olhos. Quando você estiver perto do ponto, de repente seus olhos se tornarão fixos. Quando ficar difícil movê-los, saiba então que você pegou o ponto certo.
Então, com a atenção entre as sobrancelhas, deixe a mente ficar diante dos pensamentos... Se esta atenção estiver presente, você chegará a experienciar pela primeira vez, um fenômeno estranho – você se tornará a testemunha: os pensamentos estão passando a sua frente e você é uma testemunha dos pensamentos.
Perceba... Comumente, você não é a testemunha, você está identificado com os pensamentos. Se a raiva está presente, você se torna a raiva. Se um pensamento se move, você se torna um com o pensamento – você toma a forma do pensamento e se move com ele.
Quando o sexo está presente, você se torna o sexo; quando a avareza (apego exagerado ao dinheiro) está presente, você se torna mesquinho.
Mas, focado no terceiro olho, de repente, você se torna uma testemunha. Através do terceiro olho, você pode ver os pensamentos como nuvens no céu.
E isso pode acontecer de duas maneiras: o que quer que esteja acontecendo, tente ser a testemunha e, nesse estado, você pode sentir a vibração sutil, delicada, da respiração. Agora, você pode sentir a forma da respiração, a verdadeira essência da respiração.
Então, tente compreender o que se quer dizer por “a forma”, por “essência” da respiração. A ciência diz que você está respirando somente o ar – apenas oxigênio, hidrogênio e outros gases na forma de ar. O tantra diz que o ar é apenas o veículo, não a coisa real! Você está respirando o prana – a vitalidade. O ar é apenas o meio; o prana é o conteúdo.
E os efeitos disso podem ser sentidos. Quando você está com uma pessoa muito vital, você sente uma vitalidade surgindo em você. E quando você está com uma pessoa muito doente – ou em um hospital – você se sente sugado, muito cansado por todos os lados.
Então, estando focado no terceiro olho, de repente, você pode observar a verdadeira essência da respiração, o prana. E se você puder observar a essência da respiração, você está no ponto onde o salto, a ruptura, acontece.

Esse sutra diz: Quando você estiver focado entre as sobrancelhas e você puder sentir a verdadeira essência da respiração, deixe que a forma seja preenchida.

Nesse momento, imagine que essa essência está preenchendo toda a sua cabeça, principalmente o topo da cabeça. E no momento em que você imaginar, ele será preenchido. De lá – do topo da cabeça -, jorre como luz.
E sob o jorrar de luz você será refrescado, renascido, completamente renovado. É isso que significa renascimento interior.
Assim, duas coisas; a primeira: focando-se no terceiro, sua imaginação se torna potente, poderosa. É por isso que tamanha insistência tem sido dada à purificação.
E pureza não é um conceito moral no tantra, a pureza é significativa – porque sempre que existe poder, existe perigo e, se a mente é impura, sempre que você tiver poder, seus pensamentos impuros se apossarão dela imediatamente.
No terceiro olho, imaginação e realização não são duas coisas – a imaginação é um fato. Não existe intervalo entre sonho e realidade.
Por isso, quando você estiver focado no terceiro olho, simplesmente imagine que a essência de prana está jorrando do topo da cabeça, exatamente como se você estivesse sentado sob uma árvore e as flores começassem a cair sobre você; ou você estivesse simplesmente sentado sob o céu e, de repente, uma nuvem começasse a transbordar em chuva; ou você estivesse simplesmente sentado, pela manhã, e os raios de sol começassem a jorrar.
Imagine, e imediatamente existe um jorrar – um jorrar de luz caindo do topo de sua cabeça. Esse jorro o recria, dá a você um novo nascimento. Você renasceu.

Voltar para as técnicas do Vigyan Bhairav Tantra

2 comentários:

  1. É preciso estar preparado para ativar o 3º olho ?? Quais os perigos ???

    ResponderExcluir
  2. e tipo o que planta colhe ,
    o que pensa aconteçe, o que deseja vivencia...

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.