26 de jun de 2011

Como você pode brigar?



Você também irá desaparecer.
Sabendo disso, como você pode brigar?


Aes dhammo sanantano – Buda repete isso várias e várias vezes – “essa é a lei eterna”. O que é a lei eterna? Somente o amor dissipa o ódio, somente a luz dissipa a escuridão. Por quê? Porque a escuridão em si é apenas um estado negativo; não tem nenhuma existência positiva por si só. Ela não existe de fato – como você pode dissipá-la? Você não pode fazer nada, diretamente, à escuridão. Se você quiser fazer algo à escuridão, você tem de fazer algo com a luz. Traga a luz e a escuridão desaparece, tire a luz e a escuridão aparece – você não pode fazer nada com a escuridão. Lembre-se: você, da mesma forma, não pode fazer coisa alguma com o ódio.
E essa é a diferença entre os professores de moral e os místicos religiosos: os professores de moral continuam propondo a falsa lei. Eles continuam propondo: “Lute contra e scuridão – lute contra o ódio, lute contra a raiva, lute contra o sexo, lute contra isso, lute contra aquilo”. Toda a abordagem deles é “lute contra o negativo”, enquanto o mestre real, verdadeiro, ensina-lhe a lei positiva, aes dhammo sanantano – a lei eterna: “Não lute contra a escuridão”. E o ódio é escuridão, e o sexo é escuridão, e o ciúme é escuridão, e a ganância e a raiva é escuridão.
Traga luz...
Como se traz luz? Torne-se silencioso, sem pensamentos, consciente, alerta, ciente, desperto – é assim que se traz luz. E, no momento em que você fica alerta, consciente, o ódio não vai existir mais. Tente odiar alguém em consciência...
Esses são experimentos para serem feitos, não simplesmente palavras para serem compreendidas – são experimentos para serem feitos.
Eis porque eu digo para não tentarem compreender apenas intelectualmente: tornem-se experimentadores existenciais. Tente odiar alguém conscientemente e você descobrirá que é impossível. Ou a consciência desaparece e, então, você pode odiar; ou, se você estiver consciente, o ódio desaparece. Os dois não podem existir juntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.