8 de mar de 2011

Relacionamento: Amor e liberdade

Se você se relaciona, você respeita, você não pode possuir. Se você se relaciona, há uma grande reverência. Se você se relaciona, chega muito perto, muito, muito perto, em profunda intimidade, se sobrepõe. Contudo, a liberdade do outro não é invadida, o outro permanece um indivíduo independente. O relacionamento é o do eu-você e não o do eu-isso, se sobrepondo, interpenetrando, todavia num sentido independente. Khalil Gibram diz: "Sejam como dois pilares que sustentam o mesmo teto, mas não comece a possuir o outro; deixe o outro independente. Sustentem o mesmo teto: esse teto é o amor". Dois amantes sustentam algo invisível e algo imensamente valioso: uma certa poesia do ser, uma certa música ouvida nos mais profundos recantos de sua existência. Eles apoiam, apoiam uma certa harmonia, mas mesmo assim permanecem independentes. Eles podem se expor ao outro, porque não há medo algum. Eles sabem que são. Eles conhecem sua beleza interior; não há nenhum medo.
  • Editora: Shanti
  • Autor: OSHO
  • ISBN: 8586953016
  • Origem: Nacional
  • Ano: 0
  • Edição: 6
  • Número de páginas: 213
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio
  • Complemento: Nenhuma
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.