30 de out de 2010

Apego


Perceba que todas as nossas misérias e sofrimentos não são nada mais do que apego.
Toda a nossa ignorância e escuridão é uma estranha combinação de mil e um apegos.
A maioria das pessoas está apegada a coisas que serão levadas no momento da morte, ou mesmo, antes.
Todas as nossas posições, todos os nossos poderes, nosso dinheiro, nosso prestígio, respeitabilidade são todos efêmeros, passageiros.
Não fique apegado a coisas passageiras; senão, você estará em contínua miséria e agonia.
Compreender que a vida é feita da mesma matéria que os sonhos é a essência do caminho.
Desapegue-se: viva no mundo, mas não seja do mundo.
Lembre-se que ele é um belo sonho, porque tudo está mudando e desaparecendo.
Não se agarre a nada. Agarrar-se é a causa de sermos inconscientes.
Se você começar a se desprender, uma tremenda liberação de energia acontecerá dentro de você.
A energia que estava envolvida no apego às coisas trará um novo amanhecer ao seu ser, uma nova luz, uma nova compreensão, um tremendo descarregar – nenhuma possibilidade para a miséria, a agonia, a angustia.
Ao contrário, quando todas essas coisas desaparecem, você se encontra sereno, calmo e tranqüilo, numa alegria sutil.
Haverá um riso no seu ser.
Se você se tornar desapegado, você será capaz de ver como as pessoas estão apegadas a coisas triviais, e quanto elas estão sofrendo por isso.
E você rirá de si mesmo, porque você também estava no mesmo barco antes.
O desapego é certamente a essência do caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.